maio 14, 2015 - câmara dos deputados    3 Comments

Teve até ‘bundalelê’

Votamos a segunda parte da votação do ajuste fiscal. No geral, o ajuste fiscal tem de ser votado, não tem jeito. Desta vez foi a questão da pensão por morte, que eu achei válido, por isso, votei a favor. Hoje, um rapaz de 21 anos casa com uma senhora de 60 e, caso ela morra primeiro, ele recebe pensão vitalícia. E, convenhamos, trata-se de uma pessoa que pode trabalhar e gerar produtividade para o País e, do jeito que é a regra atual, isso onera ainda mais os cofres públicos. Da forma como foi feita agora (pensão proporcional à sobrevida da pessoa beneficiada, justamente para estimular que ela gere produção, que trabalhe), achei muito válido. Votei a favor desse aspecto no ajuste fiscal. Concordam? Ah, é bom registrar que o ambiente continua muito agitado na Casa por causa da votação do pacote de ajuste fiscal. Tivemos até ‘bundalelê‘ (risos) nas galerias, além de faixas de protesto contra o governo, bandeiras pretas agitadas no plenário, empurra-empurra entre congressistas e interrupção da sessão. Um fuzuê danado! Quando eu falo em adicional de insalubridade para parlamentar, está na hora de se pensar nisso. Hahahaha!

bundalelê

Post sugeridos

3 Comentário

  • Precisa cortar benefícios sim, quem trabalha 6 meses e pega 4 de seguro geralmente não gosta de trabalhar, mas bem que poderíamos cortar benefícios dos deputados e senadores que trabalham somente de Terça a Quinta, cortar os milhares de cargos comissionados Chupins, cortar verbas de Juízes, Prefeitos, Aposentadorias de Ex-Presidentes, Ex-Governadores, repasse as ideias de cortes ao Levi Mãos de Tesoura e geral Deputada.. gostando do site! Parabéns

  • Sra. Deputada, muito interessante seu blog. E importante.
    Sobre o assunto, também concordo em não dar nada vitalício a qualquer cidadão que possa trabalhar. Mas, e no caso da Casa em que trabalhas? Como é a pensão paga pelos cidadãos? Não deveriam mudar também? Agradeço seu trabalho!

  • Concordo com a Deputada por esse aspecto é interessante que alguns ajustes sejam feitos, pois é inadmissível fatos como esse citado na postagem, a média de vida do brasileiro aumentou, e consequentemente ajustes são necessários.

Deixe seu comentário!