dez 10, 2015 - câmara dos deputados    2 Comments

Mudança de partido

silvio costaNessa montagem da comissão especial, os votos dos 65 integrantes titulares valem muito. Então, está uma briga para entrar nesse colegiado a ponto de deputado mudar de partido, sem janela, como é o caso do Silvio Costa (PSC), vice-líder do governo, que agora aparece filiado no PT do B, só para ocupar uma vaga na comissão especial. Vai saber qual o real interesse desse pessoal? É para fazer média com o governo? É engraçado como as coisas acontecem aqui e você nem sabe como acontecem. É um articulando de um lado, outro articulando do outro, é tudo uma surpresa.

Post sugeridos

2 Comentário

  • As mudanças são necessárias sim, mas quando a mudança é por razões pessoais não, na vida publica a mudança de partido mais especificamente deve ser feita quando o partido não mais está com ideais que vá de encontro aos interesses de seus eleitores,não estou afirmando com isto que o citado acima o tenha feito por este ou aquele motivo,não faço parte da do mundo politico, estou fazendo apenas um humilde comentário , e talvez não tenha mesmo transmitido de forma fiel meu pensamento por falta de habilidade com letras.

  • As mudanças são essenciais na vida humana, fazem muito bem ao espirito, seja ela de que especie for; mudar de cor de cabelos e cortes de cabelos, mudar de cidade e de casa, de trajeto, de profissão, mudar de parceiros, mudar de partido políticos, mudar de time de futebol, mudar de país, etc.
    O ser humano tem sempre medo de mudanças, porque tem medo do desconhecido, mas elas são necessárias e agregam muita experiencia as pessoas, em muitos casos ajuda as pessoas a crescerem, a desenvolverem.
    Particularmente, procuro sempre fazer coisas diferentes, me faz muito bem.
    Mudar é quebrar paradigmas!
    Imagina, entrar para um partido politico e ficar a vida toda nele, vendo as mesmas caras, as mesmas idéias.
    Vale, portanto, aprofundar a reflexão sobre o tema, a mala deve sempre estar pronta para uma viagem.
    É preciso levar em consideração o cenário interno de cada pessoa, como anda a inteligencia e o emocional dela.
    Conheço pessoas que passaram a vida toda no mesmo caminho, com poucas mudanças na vida e são felizes assim.
    Acho que não existe método de vida, cada um segue o seu caminho, óbvio, todos estão certos a sua maneira.
    Cada um com a sua filosofia.

Deixe seu comentário!