nov 17, 2017 - câmara dos deputados    No Comments

Intensivão gera economia

Saiu na mídia que o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, autorizou os deputados a esticarem o feriado da Proclamação da República. Mas não foi nada disso, gente. O que houve, de fato, foi que ele antecipou as sessões, ou seja, puxou os trabalhos em plenário, geralmente de terça a quinta, para segunda a sexta-feira passada. Isso para economizar custos. Cada ida-volta de estado de origem-Brasília-estado de origem é um custo e tanto nos cofres públicos. Eu sempre defendi que se fizesse um intensivão de trabalhos sempre que houvesse um feriado no meio da semana. A antecipação custa menos aos cofres públicos, são duas passagens aéreas de deslocamento, uma para ir e outra pra voltar de Brasília. Sem intensivão, são quatro, ida e volta antes do feriado e ida e volta depois do feriado. Mas como vivemos em tempos de fake news, divulgam que estamos enforcando trabalho, como se a gente ficasse parada quando não têm atividades no Congresso. Trabalha-se muito mais, porque se aproveita esse tempo para conversar com os eleitores, com lideranças locais e estaduais, a gente não para um minuto, cumprindo as agendas políticas e sociais do mandato. E semana que vem voltamos com tudo no Congresso, porque tem muita coisa em pauta!

 

Post sugeridos

Deixe seu comentário!