Tagged with " álvaro dias"

Recesso? Que recesso?

E terminou o recesso de parlamentar. Ao contrário do que muitos pensam por aí, recesso não é férias, não. É período de muito trabalho! Aproveitei para colocar minha agenda em dia. Tinham muitos pedidos de reuniões e eu não estava dando conta de atender, até porque se passa metade da semana em Brasília. Também estive à frente dos eventos nacionais do nosso Podemos. Como estamos com a pré-candidatura do senador Alvaro Dias à Presidência da República, estivemos no Rio Grande do Norte e no Maranhão, apresentando o nosso projeto e o nosso presidenciável ao povo da região Norte. E, lógico, levei meus filhos a tiracolo, porque seria angustiante a saudade deles nessa maratona de compromissos.

Presente de grego

E nós estivemos no fim de semana em São Luís. Fizemos o lançamento do Podemos, apresentamos aos maranhenses o nosso presidenciável Alvaro Dias e anunciamos também a pré-candidatura da ex-deputada estadual Maura Jorge ao governo do Maranhão. Tenho que destacar aqui a ótima receptividade do povo à comitiva do Podemos. A troca de informações e de energia foi intensa, dando-nos a certeza que o nosso movimento vem de encontro aos anseios da população. Nessa passagem por terras maranhenses, Alvaro Dias nos contou que sua filha se casou com um grego, mas por causa da crise econômica naquele país ela retornou para o Brasil. “E ela me trouxe um presente de grego”, desabafou o senador, em tom de brincadeira. Kkkkk

‘Engole o senador’

Como é difícil abrir mão de hábitos. Senti isso na gravação do vídeo de apresentação do senador Álvaro Dias como o mais novo integrante do nosso Podemos. Sempre me dirigi a ele ou me referi a ele como senador, assim como faço com outras autoridades. É meu costume. Então, tive muita dificuldade em chamá-lo apenas de Álvaro Dias, sem o costumeiro senador. Foram tantas e tantas vezes que foi dita a frase ‘gravando, de novo’ que a orientação de um dos profissionais no estúdio acabou provocando gargalhadas : “Renata, engole o senador”. kkkkkkkk

Bons motivos pra festejar

E terminamos a semana com um jantar em minha casa, reunindo os deputados federais do Podemos e o senador Álvaro Dias, que está vindo para o nosso projeto e que vai ser o nosso candidato a presidente da República. Estávamos justamente comemorando a aprovação no Senado do projeto de autoria dele sobre o fim do foro privilegiado, e que agora teremos uma grande luta na Câmara. Interessante o comportamento da imprensa: noticiou a aprovação da PEC do senador, mas não citou o autor da proposta. Quando é pra criticar, fala o nome, qual partido, a cor do olho, corte de cabelo… Alô, mídia, vamos acordar né?

foro privilegiado senado

 

Podemos no Senado

São nas crises que aparecem as melhores oportunidades para mudar o jogo, mudar o cenário ou o rumo das coisas. E é o que nós estamos fazendo, com novo reposicionamento do partido, nova proposta e com duas importantes adesões anunciadas nesta semana, que bombaram na grande imprensa: a chegada dos senadores Álvaro Dias e Romário ao time do Podemos. É grande a alegria, principalmente para mim que, quando assumi a presidência, o partido nem tinha representatividade no Congresso. Batalhamos muito e conseguimos eleger quatro deputados federais. Um ano depois já éramos 13 parlamentares na Câmara. E agora, a vinda de senadores para somar com a gente. Isso me deixa muito animada. Queremos apresentar uma alternativa para o País, queremos ter um candidato majoritário, para que o Brasil possa ter uma alternativa para sair da bipolarização PT-PSDB de tantos anos.

Estamos vivendo o momento do surgimento de novas lideranças, de novas caras. Estou bem otimista. Tenho me animado muito porque, apesar da crise política, os brasileiros estão discutindo política, indo pra rua manifestar seu desejo. Esse é o momento para que a população repense sua postura, sua ação, sua cidadania e participe diretamente da democracia do nosso País. O problema se agravaria se vozes silenciassem. Já a boa democracia só evolui quando as pessoas se envolvem, falam o que pensam e, unidas, escolhem o melhor caminho para a Nação em que vivem.

alvaro e romario

Páginas:«123