Tagged with " álvaro dias"

Forró no violino

Assim que terminaram os trabalhos na Câmara dos Deputados na quinta-feira, segui direto para Belém (PA) participar do Encontro Estadual do Podemos. E foi bem divertido. Geralmente, os eventos partidários, principalmente nas regiões Sul e Sudeste, são sérios e bem formais, ao contrário dos realizados no Norte e Nordeste, que costumam nos presentear com uma atração à parte, e os paraenses não fugiram à regra. Colocaram um artista tocando forró num violino. Sensacional! Eu adoro ir para esses eventos, sempre muito animados.

Quanto ao encontro em si, aproveitamos para reafirmar o nosso senador Alvaro Dias (Podemos-PR) como pré-candidato a presidente da República. Ele é a alternativa (pra mim, a melhor) para o Brasil que os brasileiros querem. Já falei aqui, no blog, sobre as qualidades do senador e, diante da boa receptividade de seu nome no Pará (assim como em outros Estados também), estou cada vez mais confiante e convicta que fizemos a escolha certa para a corrida presidencial.

Ele é o cara!

Roque de Sá/Agência Senado

A bancada federal do Podemos se reuniu para analisar o momento pré-eleitoral, com base nos números da pesquisa Datafolha. E vou confessar uma coisa para vocês:  a cada dia admiro mais o nosso pré-candidato, o senador Alvaro Dias. Quem o conhece, quem acompanha sua trajetória política, sua conduta, sabe do que estou falando. É uma pessoa que pratica o que prega, é séria, sensata, experiente e com uma visão de democracia direta e participação admirável. Não tenho dúvidas que temos o melhor candidato para a presidência da República. Para tirar o Brasil do oceano de dificuldades em que se encontra, é preciso eleger um presidente com maturidade política e competência administrativa. E eu digo que essa pessoa é Alvaro Dias, o novo, de fato, nessa corrida presidencial. Quem não conhece, muita gente ainda nem sabe que ele é pré-candidato, convido a acompanhar a vida política do senador, ouvir seus pronunciamentos no Congresso, ler e/ou assistir suas entrevistas pelo Brasil afora, analisar sua postura e sua transparência. Sem receio de afirmar: Alvaro Dias é a alternativa para dias melhores no Brasil.

Desânimo passageiro

O mundo político às vezes me enoja. Chego até me perguntar porque estou aqui, mas, quando visito as comunidades e vejo a esperança que as pessoas te depositam, quando votei a favor da investigação contra o Temer e as pessoas fizeram questão de dizer que eu as representava, volta a vontade enorme de continuar lutando. Entretanto, tenho de revelar que é um universo bem desgastante. A gente é atacada publicamente, fica longe da família, isso desgasta muito, só que em contrapartida recebe esses estímulos de pessoas do bem para seguir em frente. Aliás, estou bem motivada com o projeto do nosso senador Alvaro Dias, pré-candidato a presidente da República. Temos de assumir um protagonismo para lutar por aquilo que a gente sonha, e não ficar apoiando por fisiologismo. Estou me empolgando muito com isso. Vou para a reeleição, e já estou trabalhando para isso.

Podemos no Pará

Fui para o Pará, no lançamento do Podemos, mas mal fiz o check-in no hotel e recebi a notícia que meu pai estava passando mal. Embarquei de madrugada para São Paulo e não pude participar da solenidade do partido, que soube ter sido um sucesso. Estamos viajando o Brasil ao lado do senador Alvaro Dias e dos demais deputados federais da bancada, levando o nosso projeto do Podemos e a pré-candidatura do nosso senador à Presidência da República. A receptividade tem sido estupenda e isso me deixa muito otimista.

Contrariou a Executiva

A semana foi dose. Foram dias sem parar um minuto e, sem tempo até pra falar com o marido, entrei em crise no meu relacionamento (rs). Foram dias muito corridos. Estava muito envolvida em nosso projeto majoritário, percorrendo vários Estados com nosso pré-candidato a presidente da República, senador Alvaro Dias. Quem conhece política sabe que é o líder do partido na Câmara quem cuida da bancada. Quando a gente voltou dessa maratona de compromissos pelo Norte do país, reunimos a bancada num café da manhã. E qual a nossa surpresa? O líder já tinha levado muitos deputados nossos a votarem a favor do presidente, contrariando a recomendação da nossa Executiva de se posicionar contra Temer. Resultado: uma crise muito grande na liderança e o partido dividido. Isso acontece muito em todos os partidos também. Após-votação, a bancada voltou a se reunir e entendeu por bem trocar o líder. E ponto final!

Recesso? Que recesso?

E terminou o recesso de parlamentar. Ao contrário do que muitos pensam por aí, recesso não é férias, não. É período de muito trabalho! Aproveitei para colocar minha agenda em dia. Tinham muitos pedidos de reuniões e eu não estava dando conta de atender, até porque se passa metade da semana em Brasília. Também estive à frente dos eventos nacionais do nosso Podemos. Como estamos com a pré-candidatura do senador Alvaro Dias à Presidência da República, estivemos no Rio Grande do Norte e no Maranhão, apresentando o nosso projeto e o nosso presidenciável ao povo da região Norte. E, lógico, levei meus filhos a tiracolo, porque seria angustiante a saudade deles nessa maratona de compromissos.

Presente de grego

E nós estivemos no fim de semana em São Luís. Fizemos o lançamento do Podemos, apresentamos aos maranhenses o nosso presidenciável Alvaro Dias e anunciamos também a pré-candidatura da ex-deputada estadual Maura Jorge ao governo do Maranhão. Tenho que destacar aqui a ótima receptividade do povo à comitiva do Podemos. A troca de informações e de energia foi intensa, dando-nos a certeza que o nosso movimento vem de encontro aos anseios da população. Nessa passagem por terras maranhenses, Alvaro Dias nos contou que sua filha se casou com um grego, mas por causa da crise econômica naquele país ela retornou para o Brasil. “E ela me trouxe um presente de grego”, desabafou o senador, em tom de brincadeira. Kkkkk

‘Engole o senador’

Como é difícil abrir mão de hábitos. Senti isso na gravação do vídeo de apresentação do senador Álvaro Dias como o mais novo integrante do nosso Podemos. Sempre me dirigi a ele ou me referi a ele como senador, assim como faço com outras autoridades. É meu costume. Então, tive muita dificuldade em chamá-lo apenas de Álvaro Dias, sem o costumeiro senador. Foram tantas e tantas vezes que foi dita a frase ‘gravando, de novo’ que a orientação de um dos profissionais no estúdio acabou provocando gargalhadas : “Renata, engole o senador”. kkkkkkkk

Bons motivos pra festejar

E terminamos a semana com um jantar em minha casa, reunindo os deputados federais do Podemos e o senador Álvaro Dias, que está vindo para o nosso projeto e que vai ser o nosso candidato a presidente da República. Estávamos justamente comemorando a aprovação no Senado do projeto de autoria dele sobre o fim do foro privilegiado, e que agora teremos uma grande luta na Câmara. Interessante o comportamento da imprensa: noticiou a aprovação da PEC do senador, mas não citou o autor da proposta. Quando é pra criticar, fala o nome, qual partido, a cor do olho, corte de cabelo… Alô, mídia, vamos acordar né?

foro privilegiado senado

 

Podemos no Senado

São nas crises que aparecem as melhores oportunidades para mudar o jogo, mudar o cenário ou o rumo das coisas. E é o que nós estamos fazendo, com novo reposicionamento do partido, nova proposta e com duas importantes adesões anunciadas nesta semana, que bombaram na grande imprensa: a chegada dos senadores Álvaro Dias e Romário ao time do Podemos. É grande a alegria, principalmente para mim que, quando assumi a presidência, o partido nem tinha representatividade no Congresso. Batalhamos muito e conseguimos eleger quatro deputados federais. Um ano depois já éramos 13 parlamentares na Câmara. E agora, a vinda de senadores para somar com a gente. Isso me deixa muito animada. Queremos apresentar uma alternativa para o País, queremos ter um candidato majoritário, para que o Brasil possa ter uma alternativa para sair da bipolarização PT-PSDB de tantos anos.

Estamos vivendo o momento do surgimento de novas lideranças, de novas caras. Estou bem otimista. Tenho me animado muito porque, apesar da crise política, os brasileiros estão discutindo política, indo pra rua manifestar seu desejo. Esse é o momento para que a população repense sua postura, sua ação, sua cidadania e participe diretamente da democracia do nosso País. O problema se agravaria se vozes silenciassem. Já a boa democracia só evolui quando as pessoas se envolvem, falam o que pensam e, unidas, escolhem o melhor caminho para a Nação em que vivem.

alvaro e romario