maio 10, 2016 - câmara dos deputados    7 Comments

Soberania duramente golpeada

A semana começou explosiva em Brasília. E fomos todos nós, parlamentares e população, duramente atingidos por um ato monocrático do deputado Waldir Maranhão, presidente interino da Câmara, que anulou a decisão soberana do plenário da Casa, tomada democraticamente por 367 parlamentares na sessão histórica do dia 17 de abril. Não podemos nos curvar a um capricho, a uma manobra que se opõe ao que o colegiado da Câmara decidiu. Maranhão, em sua decisão individual, sem consultar a mesa diretora e tampouco o plenário, desrespeitou seus colegas. Seguimos a Constituição, seguimos os trâmites determinados pelo STF. Cumprimos com a nossa obrigação de representantes do povo, legitimamente escolhidos pelos eleitores e que assim quiseram que votássemos, a favor da admissibilidade do impeachment. Argumentar que não poderia ter tido orientação de líder e tampouco orientação de bancada é fazer pouco caso da existência dos partidos. Então, pra que servem os partidos, minha gente? Pra que servem os líderes, os blocos parlamentares? Pela argumentação de Waldir Maranhão, é cada um por si. Imaginem uma reunião de líderes, então? Se não pode ter orientação de bancada ou orientação de liderança, passaremos a ter 513 deputados fechados na sala de líderes para deliberar a pauta de votação, a Ordem do Dia em plenário? Como assim, deputado Maranhão? Sinceramente, é pra ficar cada vez mais chocada com o que tem acontecido aqui em Brasília do ponto de vista institucional. Lamento e repudio o ato do presidente interino da Câmara, que, mesmo tendo voltado atrás 12 horas depois de tomar sua decisão, tumultuou o Congresso e afetou bruscamente a economia do Brasil, com a disparada do dólar e a queda na Bolsa de Valores. Infelizmente, isso ocorre num momento em que temos 11 milhões de desempregados e o País está literalmente parado, assistindo agora a essa decisão monocrática, que desrespeitou os 512 deputados, os 81 senadores e, principalmente, uma Nação inteira, a maior vítima dessa crise política que está levando o Brasil cada vez mais para o buraco.

Post sugeridos

7 Comentário

  • Afinal, o que é presidente interino?
    Demorou pra essa câmara dos Deputados eleger um novo presidente.

  • Essa Dilma é muito cara de pau. Bate no peito falando dos 54 milhões de votos. Como se ela fosse a única responsável por essa votação. Oras, faça-me o favor, senhora. A chapa Dilma-Temer conquistou 54 milhões de votos, e tenho certeza que muita gente votou nessa composição, que perdurava desde o primeiro mandato, porque ao lado dessa senhora non sense estava uma figura mais inteligente, mais centrada, de visão e de amplo conhecimento político deste país. Essa mulher não conseguiu nem se livrardos barbantes que a sustentam como marionete do Lula. Menos, dona Dilma, aproveite o periodo de mordomia, recebendo sem trabalhar, para fazer tratamento psiquiatrico a seu complexo de gata borralheira.

  • Olhem o que a imprensa internacional diz sobre essa soberania. É a soberania popular que está sendo golpeada duramente: https://theintercept.com/2016/05/11/a-democracia-brasileira-sofrera-um-duro-reves-com-a-posse-de-um-inelegivel-e-corrupto-neoliberal/

  • Pior do que desrespeitar 367 deputados é jogar no lixo 54.501.118 votos.

  • Como pode 367 deputados anularem a decisão soberana de 54.501.118 votos!

  • O cidadão de hoje, depois dessa leva de problemas que a nação está passando, tendem a serem mais inteligentes, participativos e criativos do que no passado.
    Cidadãos informados não aceitam mais serem expectadores, mas sim atores, querem participar com idéias e sugestões.
    Querem falar e serem ouvidos!
    Querem que a verdade lhes seja dita com clareza e de forma direta.
    Vemos muito disso nas redes sociais, uns com os outros.
    Temos que entender essa nova mudança da sociedade, com uma formação de um novo individuo mais bem informado, mais bem preparado.
    Os lideres políticos tem que entender essa nova dinâmica da sociedade, ela precisa de renovações constantes.

  • Estou triste com situações deste tipo, mas percebo que o escândalo ainda é necessário para que a população perceba a falta de escrúpulos de alguns parlamentares.

Deixe seu comentário!