Reforma Política, sem consenso

Essa semana o principal assunto na Câmara é Reforma Política. E não é pra me vangloriar não, mas sou uma das que mais se envolve no tema, estudo, pesquiso e busco estar a par de tudo. Sou presidente de uma das três comissões em funcionamento na Casa, analisando propostas da Reforma. Uma comissão trata do fim das coligações e da criação da cláusula de desempenho (PEC 282/16). Outra delibera sobre tempo e coincidência de mandatos (PEC 077/03). E a terceira é a Comissão Especial que discute sistema eleitoral e financiamento público de campanha. Imaginem, são três comissões discutindo Reforma Política, sem consenso em nada, cada um querendo aprovar seu texto, cada brigando no seu quadrado. Aí sai nos jornais ‘consenso no distritão’, ‘líderes fecham apoio’, ‘Câmara e Senado entram em acordo’… É nada disso, gente! Quando se trata de Reforma Política, não adianta acordo de líderes ou de partidos, porque se trata da reeleição do deputado, então, é muita gente pensando em si.

Renata preside a comissão sobre coligação e cláusula de barreira

 

Post sugeridos

Deixe seu comentário!