jul 20, 2015 - câmara dos deputados    2 Comments

Reforma Política pra pior

Vou falar uma coisa para vocês: a Reforma Política está ficando pior do que é. Isso é fato! Olha o que foi feito: criou-se uma série de regras absurdas, como somar o tempo de televisão ou quem pode participar de debate. Na questão sobre o tempo de TV, um candidato a prefeito, por exemplo, terá seu tempo de TV determinado pelos seis maiores partidos que estejam na coligação. Por que seis? Para beneficiar os grandes em detrimento dos pequenos, só por isso. Minha maior luta, que eu acho que seria a grande democracia deste País, é que os candidatos a prefeito têm de ter o mesmo tempo de TV. Hoje, isso é proporcional ao número de deputados federais. Então, olha o que acontece: o meu partido tem quatro deputados federais, só que é a maior bancada em Manaus e a segunda maior em Salvador. Se formos lançar candidatos nessas duas cidades, eles terão menos televisão que o candidato de um partido maior que tem menos representatividade nesses locais. Desprezou-se, efetivamente, a realidade política de cada partido num município só para favorecer as grandes agremiações partidárias. Enquanto um partido grande tem 2 minutos de televisão, o meu partido tem 20 segundos. Essa é analogia do Brasil, onde o rico é cada vez mais rico e o pobre, cada vez mais pobre. Exatamente isso o que foi feito nesta Infraconstitucional. O que eles não aceitam aqui, de jeito algum, é que os pequenos partidos foram os que mais cresceram nas últimas eleições, foram os grandes vencedores de 2014, justamente porque tinham caras novas para a política, como o povo clamou nas ruas. Então, o que aconteceu nessa votação da Reforma Política foi um grande atentado à vontade popular manifestada nas urnas. Infelizmente! Foi bem tensa essa semana que passou. Agora, a Câmara está em recesso, voltamos no início de agosto e eu vou aproveitar esses dias pra fazer um intensivão das agendas com os pré-candidatos, prefeitos e bases eleitorais, enfim, com todo mundo que estava me pedindo e, feito isso, vou tirar alguns dias de descanso, ao lado do meu marido e filhos.

Post sugeridos

2 Comentário

  • Eu acho que o Brasil deveria ter no máximo 3 partidos.
    Democracia não é permitir cada um criar um partido. Os candidatos devem seguir diretrizes que formam um partido. Se a pessoa não concorda com algo no partido, tem de mudar internamente, não sair e criar um partido para si.
    Hoje está uma bagunça total, é cada um por si.

    • Oi, Sandro, eu concordo contigo, mas quem tem de decidir isso é o povo nas urnas. Existem países desenvolvidos com mais de 300 partidos, mas somente 4 com representação. No Brasil temos 32 partidos e 28 representados. Sabe porque? No fundo, nenhum nos representa. Se o povo quiser ser governado somente pelos 3 maiores partidos (PT, PMDB e PSDB), então deveria votar só neles e pronto. Não precisamos de nenhuma barreira de cima para baixo para garantir isso, já que vivemos numa democracia. Mas, na verdade, o que tem acontecido é que o povo está cada vez mais desgostoso destes partidos e suas atitudes e tem apostado em partidos médios e menores sim, até porque é onde as caras novas da política realmente têm oportunidade e condições de ganhar as eleições. O resultado é o pluripartidarismo e que, ao meu ver, não é o grande mal deste País. Pelo contrário, é o sonho que uma geração inteira lutou muito para reconquistar, com a redemocratização do nosso País. Eu, que estou lá, vejo que os partidos mais engajados e que realmente discutem os projetos a fundo em suas bancadas são os pequenos, principalmente Psol , PC do B e o próprio PTN. E aí vamos acabar com os poucos que realmente estão preocupados com as consequências efetivas daqueles projetos que votamos? Será que realmente é o excesso de partidos o grande problema deste País? Ou será que temos de verdade que repensar a forma como fazemos política tanto como politicoa quanto como eleitores? No meu ponto de vista, o problema não é a quantidade de partidos, mas justamente a ausência de bandeiras claras e de distinção dos que existem. Me diga uma coisa, com siceridade: Do jeito que está hoje, se acabassem com diversos partidos e sobrassem somente os 3 maiores, como você gostaria que houvesse no Brasil, você se sentiria representado por um dos 3 (PT, PMDB ou PSDB)?

Deixe seu comentário!