maio 20, 2015 - câmara dos deputados    2 Comments

Olha o jabuti aí, gente!

Terça-feira foi o Dia do Jabuti. Não, nada de homenagem ao réptil parente da tartaruga ou alguma referência ao Prêmio Jabuti de Literatura. Lembram daquele post que eu escrevi sobre o jabuti que sobe na árvore (dia 19 de fevereiro)? Pois bem, pegaram a MP (Medida Provisória) 668, que trata da questão de impostos sobre importação, e colocaram muita emenda nada a ver com o tema da MP. Foi emenda pra responsabilizar cartorários, emenda para extinguir a prova da OAB, emenda para autorizar o Legislativo pra fazer PPP (Parceria Pública e Privada) para construir o anexo 5 da Câmara (mais conhecido como shopping parlamentar), emenda para a ampliação de municípios atendidos pela Sudene. Vixe, foi um monte de jabutis! A palavra mais dita no plenário foi jabuti. Vale conferir na taquigrafia da Casa o número de vezes que a palavra jabuti foi dita na votação da MP 688. Foi impressionante! Para que vocês entendam o procedimento, uma MP tem de ser votada porque ela tranca a pauta de votações. Por isso, é a chance de se aprovar várias coisas ali, na mesma hora. Então, o relator designado sai colocando coisas nada a ver com o assunto pra tentar aprovar tudo numa só leva. É, gente, o uso desse ‘jabuti na árvore’ seria engraçado se não fosse trágico!

Post sugeridos

2 Comentário

  • Já eu não achei graça nenhuma nessa proliferação de répteis. Se puder lutar contra esse absurdo, agradeço.

  • Sem comentários. Absurdo. Obrigado Renata pela sinceridade e informação. Sucesso. Que Deus continue lhe abençoando.

Deixe seu comentário!