ago 31, 2016 - câmara dos deputados    3 Comments

Experiência transformadora

Fim de semana participei de uma experiência profundamente transformadora, e me deu enorme vontade de compartilhar com vocês, meus amigos. Assim como mudou a minha vida, acho que posso ajudar muitas pessoas com este relato tão íntimo que faço aqui, agora. Participei de um treinamento intensivo de inteligência emocional. Eu, que sempre fui determinada, confiante, com a autoestima lá em cima, jamais pensaria que viesse a precisar dessa descoberta, mas a vida me levou para a experiência do fim de semana. Percebo agora o que fui fazer lá. E o que estou fazendo dentro da política. Qual a minha missão nesta vida? INCRÍVEL!

Sou filha de um pai que sonhava demais ter um filho homem. Sou a primeira das duas meninas que ele teve. O sentimento de rejeição paterna por ser mulher estava dentro de mim, sem que eu percebesse. Jamais me senti com qualquer tipo de medo ou rejeitada, afinal sempre fui muito amada por minha família. Mas, foi este medo, escondido lá nas profundezas do subconsciente, que me fez lutar e mostrar, para mim e para meu pai, que eu poderia ser muito maior do que qualquer homem. Foi este medo inconsciente que me deu força e garra para chegar onde cheguei. Política é uma posição ainda hoje muito masculina. A presença feminina é bem pequena e, por isso, escolhi inconscientemente estar lá, para mostrar a aquele que me ‘rejeitava’ que eu poderia, mesmo sendo mulher, chegar aonde qualquer homem chega.

O medo pode te levar ao mais profundo abismo ou ao topo da montanha. O medo impulsiona nosso comportamento. E o que muda de uma pessoa para outra é o que fazemos com os nossos medos, principalmente os medos inconscientes: deixamos nos dominar e consumir ou os transformamos em ações, que nos moverão com muito mais impulso.

Levantaríamos sozinhos uma árvore gigante caída no chão? Provavelmente, não! Mas, se o nosso filho estivesse debaixo dessa árvore? Com certeza, teríamos uma força sobrenatural para tirá-lo de lá! O medo dá forças que a gente nem imagina. Mas, por que todos estes questionamentos? Pois bem, agora estou lá: deputada federal! Na minha mão está a vida de muitas pessoas. Quando lá cheguei me deparei com um problema bem sério: a dificuldade de tomar decisões. Por que? Simplesmente porque, independentemente da decisão que tomar como deputada federal, independentemente do voto que der em cada projeto em discussão, serei rejeitada não por uma, mas por milhares de pessoas. Nunca teremos consenso em nada… nunca! Somos seres humanos e cada um tem seu ponto de vista e seus interesses.

Eu precisava estar preparada para aceitar essa rejeição, por melhor que fossem as minhas intenções. Precisava também entender a minha missão nesta vida, por isso a descoberta do fim de semana foi muito esclarecedora. Deus me guiou para a política por um propósito muito maior. Não para ter simplesmente poder, mas para usar esse poder para mudar a vida das pessoas. Como? Ajudando a mudar cada uma delas. Só mudaremos nosso país, nossa política e nosso mundo quando mudarmos cada um que o habita! Só conseguiremos fazer um bolo melhor quando melhorarmos os ingredientes.

Quando cada um fizer a sua parte como cidadão do bem conseguiremos, enfim, mudar este país. Não sou só eu. Somos todos nós. A corrente do bem tem de se instalar de vez em nossas vidas. Se cada médico particular se dispor a atender por mês X pessoas de baixa renda, quanto isso impactaria? Se cada dentista, professor, advogado, enfim, cada ser humano se dispuser a fazer sua parte melhoraríamos muito as nossas vidas e a de todos que nos cercam.

É muito fácil culpar os outros pelos problemas. Culpar os políticos, a política, nosso pai, nossa mãe…, mas o que, de fato, estamos fazendo para ajudar o próximo? Quero criar um grande movimento com o instrumento que Deus colocou em minhas mãos. Quero usar esse poder para transformar um a um em cidadãos do bem de verdade. E agora eu sei como fazer isso.

Muito obrigada, Rodrigo Fonseca e Instituto de Inteligência Emocional, por esta experiência extraordinária!

renata experiencia

Post sugeridos

3 Comentário

  • Nossa!!!!

  • Quem sabe um dia, venha a escrever um livro.
    Entendo que se o fizesse, seria uma obra muito interessante e de grande aceitação aos leitores.
    Experiencias e historias para contar, não iria faltar, já as tem de sobra.

  • Não houve jeito a não ser de ler o texto por várias vezes.
    O engraçado que tomei um suto, quando abri o blog e comecei a ler.
    Um sentimento tão poderoso esses, que entraria para concorrer aos maiores sentimentos humanos.
    Suas análises objetivas e pessoais, a torna uma pessoa vibrante, sempre cheia de projetos ambiciosos e brilhantes.
    Sua entrega, sua doação sem limites nesses projetos, mostra sua paixão pela carreira que escolheu.
    Não é toda hora que vemos uma pessoa expor publicamente, com toda a coragem seus sentimentos, seu afeto.
    Com certeza sua experiencia vai ajudar muitas pessoas a enfrentar seus desafios e a superá-los.
    Uma historia de vida muito interessante.

Deixe seu comentário!