set 8, 2015 - câmara dos deputados    2 Comments

E a ‘janela’?

Muitos deputados têm interesse na troca de partidos. Como eu articulei muito durante as discussões da Reforma Política na Câmara e agora acompanhei de perto a revisão feita no Senado – quinta-feira sai de lá à meia-noite –, eles se dirigiam a mim para saber como estavam as coisas lá, principalmente sobre a ‘janela’ (prazo para mudar de legenda). “Renatinha, e a ‘janela’?” Eles nem davam bom dia, só perguntavam da ‘janela’. E eu lá tenho cara de janela, respondia a cada abordagem (rs). Aliás, essa Reforma Política está gerando muita instabilidade. Só para vocês entenderem: com relação às eleições do ano que vem, o cenário é definido agora, porque as filiações dos pré-candidatos ocorrem um ano antes do pleito. É um absurdo aprovar em uma semana a regra pra valer na próxima eleição. Basicamente, a gente está criando agora a regra do jogo eleitoral que, teoricamente, termina no final deste mês. Então, os jogadores estão ansiosos para saber o que vai valer para definir o melhor caminho.

 

Post sugeridos

2 Comentário

  • A troca de partido se dá ou porque o partido fugiu de sua ideologia original e isso decepcionou seu simpatizante ou porque o simpatizante se vendeu por um “prato de lentilha” como diz na bilbia.

  • No futebol é assim, quando a janela está aberta, os jogadores podem trocar de clubes, quando ela fecha, não podem.
    Será que é a mesma coisa aí, a janela abre e fecha igual ao futebol.
    No futebol, jogar em time grande e que está ganhando, todo jogador quer!
    Acho a fidelidade partidária muito importante, afinal, ganhou uma eleição no partido que está militando.
    “Pedra que rola muito não cria limo”, já dizia meu saudoso pai.

Deixe seu comentário!