jun 27, 2016 - câmara dos deputados    No Comments

Custo extra ao contribuinte

Esta semana já começa uma bagunça. Recebemos dias atrás um comunicado oficial da Casa que as sessões deliberativas estavam canceladas, por causa dos feriados juninos no Nordeste, com a liberação dos deputados dessa região para irem às suas bases estaduais. Ok, cancelamos as passagens aéreas desta terça-feira. Aí, o que aconteceu: começou uma movimentação de parlamentares que consideraram um absurdo essa interrupção dos trabalhos. Realmente, é um absurdo, com todos esses problemas que estamos vivendo no país, apesar de o deputado, mesmo não estando na Câmara, estar trabalhando em sua base eleitoral, embora as pessoas não entendam dessa forma. O fato de não ter sessão faz o cidadão achar que o parlamentar não está trabalhando, o que é um equívoco. Mas, enfim, acabo de ser comunicada que a Casa voltou atrás e teremos sessões nesta semana. Ou seja, você cancela a passagem aérea e depois recompra o bilhete. Isso é custo, e quem paga esse custo é o cotão dos deputados (verba variável por Estado, disponibilizada para custear gastos exclusivamente vinculados ao exercício da atividade parlamentar, tais como passagens aéreas, locação de veículos, telefonia, alimentação, despesas postais, táxis, entre outros). Ao cancelar um bilhete aéreo, se paga multa; ao comprar em cima da hora, paga-se o triplo. Essa falta de planejamento gera um gasto muito maior para o País, e quem paga por isso é o contribuinte.

Post sugeridos

Deixe seu comentário!