Browsing "câmara dos deputados"

Mãe ‘avoada’

Mara Gabrilli, minha amiga dentro e fora da Câmara dos Deputados, é candidata ao Senado por São Paulo. Ela me telefonou do carro a caminho de uma atividade eleitoral. Enquanto falava comigo, deu para ouvir a mãe dela dizendo “filha, dá tchauzinho pras pessoas na rua, dá tchauzinho”. “Mãe, para com isso”, ralhou, gargalhando, a Mara. Todos vcs conhecem a história de superação dela, que ficou tetraplégica num grave acidente de carro.

Preocupação e medo

Nosso compromisso em Taboão da Serra foi marcado por momentos preocupantes e de tensão. Dois integrantes de minha equipe, o motorista Lauro e a assessora Michele, torceram o pé e tiveram de seguir manquitolando até o término da caminhada. Depois, o Kadu, meu fotógrafo, no afã de fazer ‘aquela foto, subiu numa placa que estava no alto do trio elétrico. Imaginem a minha aflição ao vê-lo pendurado ali, com as pernas balançando. É um sem noção mesmo (rs)! E por fim, o nosso candidato a deputado estadual Aprígio teve dificuldade para sair do trio elétrico e precisou ser ajudado.  Cá entre nós, ficar lá em cima, com o veículo em movimento, deixa qualquer um zonzo, balança muito. Felizmente, todos esses percalços foram superados pela alegria dos apoiadores a nossas candidaturas. A animação dessa gente querida contagiou a todos.

Meu ‘zapzap’ procria

Incrível. Meu whatsapp tem vida própria! E procria mais rápido que piolho (rs)! Entre uma agenda e outra, mal entro no carro, suspiro e digo meu mantra diário: “Meu sonho é zerar esse whatsapp. Meu sonho é zerar esse whatsapp. Meu sonho é…”. Brincadeirinha à parte, leio todas as mensagens e respondo uma por uma. Disso eu não abro mão, faço questão de dar retorno o mais breve possível a quem entra em contato comigo. E, apesar do meu mantra, faço isso com satisfação e bom humor. Eu amo esse contato com as pessoas, seja cara a cara ou pelo ‘zapzap’.

Santinho esconde candidata

Em Piracaia, cidade do Interior de SP, encontro o meu vereador Moufid, de Bragança Paulista, que estava com a revista de prestação de contas de meu mandato. Numa foto do material, sobre minha visita ao hospital da cidade para o qual destinei recurso federal, notei que tinha um santinho colado. Perguntei do que se tratava. “É que nessa foto aparece uma moça que o prefeito lançou como candidata a deputada estadual, eu tinha de cobrir ela nesse seu material, né?” O vereador colou o santinho meu de uma maneira que parece até marcador de página. É cada uma que essa gente inventa, viu! kkkkk

Pra chegar no eleitorado

Vale qualquer meio de transporte. Já conduzi trator, pilotei moto e pedalei numa magrela amarelinha. Claro que foi só pra tirar fotos e relaxar um pouco dessa exaustiva maratona de SSS (sola, saliva e suor). É bom registrar e perpetuar esses momentos descontraídos da campanha.

O vale tudo eleitoral

Cada candidato faz um tipo de corpo a corpo para ganhar voto. O nosso Mario Covas, que concorre ao Senado, ‘apela’ até pra estátua. Eu fui falar com um emu (parente da ema e do avestruz) que, arisco, só permitiu o papo por trás das grades. Ainda bem que a conversa com o dono da ave foi bem mais amigável. Kkkkkk

Devorando tudo

Campanha eleitoral é um difícil teste de resistência. Não é resistência física não, é resistência às tentações do estômago vazio. Como as atividades começam cedinho e não têm hora pra acabar, vamos pulando refeições pra dar tempo de fazer tudo, só que chega uma hora que o fantasma da fome ataca de uma tal maneira que acabamos devorando tudo que aparece pela frente (rs). É caldo de cana, pastel, linguiça, cachorro quente e até marmitinha de baião de dois devorada no carro mesmo. Enquanto a gente batalha por votos, trava uma luta diária com a balança. Difícil, viu!!!!

Vale tudo, até carrapicho

Em busca de voto, você faz reunião em qualquer canto e lugar. Já conversei com eleitores numa noite de luar em praça pública ou no rush, com o trânsito parado e falando pela janela do carro. Hoje, o papo foi debaixo de uma frondosa árvore centenária, em frente à Câmara dos Vereadores de Agudos. Inspirador? É, apesar do apoio dos carrapichos, que ficaram grudados na minha calça (rs). Agora sério, eu amo conversar com as pessoas e, quando o local nos inspira, o difícil é encerrar o papo!

 

 

Eleitora ‘burocrática’!

Ah, não poderia deixar de registrar. Estava eu e o candidato a deputado estadual Dr. Raul na cidade de Ubirajara, interior de SP, quando batemos em uma casa, pra conversar e pedir voto. Saiu uma mulher de meia idade e, no bate-papo, ela revelou que para federal iria votar no Tiririca.  Por que a senhora vai votar no Tiririca?, perguntei. “Porque eu sou burocrática”, disse a eleitora. Oi????? Como????? Diante dessa resposta, melhor nem questionar, entender ou corrigir (hahahaha). E Raul e eu continuamos nossa caminhada. Gargalhando!

Juntos e Misturados (2)

O companheirismo na campanha tem sido tão intenso que até mesmo quem nos acompanha diz que vota em todo mundo. Em Boituva, nossa caminhada contou com o apoio dos vereadores Nelson da Farmácia e Bombeiro Martins e do presidente de honra do Podemos municipal, Fagu. Nem imagino quem eles apoiam de fato, mas se perguntasse ali para um dos três candidatos a deputado estadual, cada qual responderia que era ele. Minha assessora Michele ficou intrigada e foi cutucar o Bombeiro Martins: “Fulano me disse que você vai votar nele, mas Sicrano falou a mesma coisa. Afinal, quem você está apoiando?” Pra não cair em saia justa, Martins saiu-se com essa: “Eu apoio todo mundo. Se você for candidata, eu apoio você também”(rs)

Páginas:1234567...77»