dez 7, 2015 - câmara dos deputados    4 Comments

A mentira não é o motivo

Para a gente que conhece os bastidores do Congresso chega a ser engraçada essa troca de farpas entre Eduardo Cunha e Dilma Rousseff. O presidente da Casa, Eduardo Cunha, afirma que deflagrou o processo de impeachment porque a presidente mentiu. A Dilma diz que quem mente é Cunha. O curioso é que os dois são alvo de icunha dilmanvestigação no Congresso. Há uma comissão especial a ser oficializada hoje para dar o parecer sobre o processo de impeachment. E há a Comissão de Ética da Câmara, que amanhã deve divulgar seu parecer sobre Cunha, que teria mentido na CPI da Petrobrás. Bem, nesse episódio do impeachment da Dilma, todos nós sabemos qual o motivo do aceite do processo: é falta de composição política, não é porque cabe ou não cabe o impeachment. A verdade é essa.

 

Post sugeridos

4 Comentário

  • Vocês se deram ao trabalho de ler o feito pelo sr. Zé Eduardo? No “post” (detesto palavras importadas, aplicadas quando existem similares em nossa língua pátria) que o problema entre Dilma e Cunha era a falta de composição política. PERGUNTO: Aí no Congresso, tudo é perdoável, escamoteável, escondido, ajustável,… desde que ocorra um “acordo” intra muros? O agir dos deputados e senadores é nessa base? Estou abismado.

  • Deputada, a pergunta minha é muito simples: Você concorda com o Impeachment da Dilma com base da denuncia aceita? Lembre-se que o Cunha (que é um bandido) fez o que sua prerrogativa manda fazer, analisar o caso e dar (ou não) continuidade ao pedido. Qual a sua opinião?? Eu como seu eleitor quero saber. Grato Marcelo

  • Não precisa conhecer os bastidores para perceber que entre Dilma e Cunha tem uma guerra de poder. O Cunha, atolado em denuncia da Lava Jato, mentiu na CPI da Petrobras, quando disse que não tinha conta na Suiça. Dilma, além de um governo incompetente, que provocou toda essa crise, por usar mal o dinheiro publico, tambem é mentirosa. Enganou o povo para ser reeleita e deixou saquear a Petrobrás. A quem ela tenta enganar? Esta vendendo o governo para parlamentares interesseiros em poder, oferecendo cargos para que eles não votem seu impeachment. Para mim, os dois merecem se afogar juntos, para o bem do Brasil.

  • Desculpa deputada, se eu não entendi sua colocação. mas desde quando a Constituição prevê ‘mentira’ como qualificativo para um processo de impedimento? E qual é a investigação sobre a pessoa Dilma Rousseff? Notoriamente, embora sem trânsito em julgado concluído, o deputado Cunha, ele, pessoa física, está envolvido em falcatrua, e não uma simples ‘mentira’. Ou não? Como é que a senhora pode abordar este assunto com tal leviandade? Afinal, seu partido e seu mandato estão situados na seara da constitucionalidade republicana e do Estado de Direito, ou na do golpismo barato e inconsequente?

Deixe seu comentário!